Corpo Humano e Gestão – PARTE I: Órgãos Sensoriais

Após realização de consultorias nos segmentos da Área de Saúde, pude constatar pela metodologia de observação que as funções de nosso corpo humano possuem similaridades em relação as ações de Gestão nas áreas de Marketing, Comercial e Financeira.

Essa é a primeira parte e iremos abordar Órgãos Sensoriais.

Órgãos Sensoriais

É de conhecimento geral de que essas funções são de extrema importância para nossa percepção e captação de informações e desenvolvimento do universo Cognitivo humano. Nós percebemos o mundo ao nosso redor através destes, e desenvolvemos nossos conceitos, atitudes e defesas perante o resultado de todas as informações, que são coletadas através de nossa visão, audição, olfato, tato e paladar.

Para a linguagem dos negócios, podemos afirmar que também de forma organizada e estratégica, possuímos funções sensoriais corporativas. É fundamental para o desenvolvimento da Competitividade e sobrevivência de sua empresa no ambiente de mercado, desenvolvendo ações para buscar identificar todas as mudanças e evoluções que afetam pessoas e seus comportamentos.

Com a democratização da Internet e o avanço tecnológico de dispositivos móveis (MOBILE), o mercado se tornou muito mais desafiador e perigoso. Estarmos atentos a todas estas mudanças de condições comportamentais não é o suficiente. Juntamente a esta estrutura de captação de informações, é fundamental sermos proativos para transformar todas esses dados em ações relevantes para desenvolvimento de conexão emocional com nossos clientes.  Vamos a partir de agora realizarmos através processo de analogia, como funciona “Órgãos sensoriais” de nossas empresas ou estrutura de Negócios.

Visão:

Neste em especial teremos 2 tipos de abordagem. A primeira é estarmos atentos a todos os meios de comunicação e conexão com publico alvo ou personas.  Temos que estar observando a tudo que está ocorrendo no mundo cotidiano das pessoas: Movimentos Políticos, Sociais, Culturais e Entretenimento. Tudo que afeta e desenvolve diferente ações perante o universo consumidor, seu grau de influência e suas consequências.

Esteja atento a todos os movimentos do mercado. Comportamentos de seus clientes, posicionamento estratégico e de comunicação de seus concorrentes e principalmente das mudanças e todo o processo de formação de opinião dentro do universo das Redes Sociais.

A segunda abordagem é a consequência proativa da primeira. É entender e se antecipar as consequências e futuros comportamentos que trarão oportunidades para seu negócio. Traduzindo, é enxergar o que poucos estão vendo e trabalhar em mercados pouco explorados. Este fato fará com que você não dispute a demanda, mas crie a sua própria.

Audição:

Neste sentido iremos abordar uma parte da comunicação: Recepção. Temos que desenvolver ferramentas que possa realizar avaliação e análises de todos os conteúdos com fontes externas com único objetivo de reduzir os ruídos que possam causar problemas na recepção do conteúdo.

O Mercado se movimenta e modifica com muita velocidade. O maior desafio aqui é observar primeiramente a procedência e credibilidade da Fonte, avaliar todos as informações e buscar confirmação de veracidade e por fim analisar o que de fato é relevante e importante para a sua empresa e que possa valer a pena investimento financeiro e tempo que seja relevante para o seu negócio.

Estar atentos não é o suficiente. Reduzir ruídos e aumentar a sua capacidade de percepção de fator verídicos e importantes para o seu contexto é fundamental para se tornar competitivo e agressivo em seu segmento.

Olfato:

É fato que nossas empresas não possuem na forma literal uma maneira de avaliação de similaridade com este órgão em especial.  Tenho plena convicção de que no ambiente corporativo alguém já ouviu o seguinte termo: “Alguma coisa não está cheirando bem”!  Este fato não tem nenhuma ligação com odor, mas sim com a percepção além do que você vê ou escuta.

Trata-se do desenvolvimento de ações que farão seu campo de observação buscar respostas mais profundas, escondidas e que não são expostas tão facilmente.

Podemos enfatizar essa importante ferramenta de observação de 2 formas: 

A primeira na pesquisa de mercado e satisfação. Nem tudo o que está escrito é o que realmente o cliente quer dizer. Observar o que não se diz é o caminho mais certo para obter sucesso em uma área em que sua concorrência não estará pronta para competir.

A segunda abordagem é de caráter interno. A insatisfação de nossos colaboradores as vezes não se apresentam de forma clara em uma pesquisa de clima organizacional. Em sua maioria, pequenos e relevantes informações são captadas no comportamento corporal ou até na introspecção e silencio causado por algum motivo.

Tato:

Para empresas que possuem produtos tangíveis, essa percepção se torna mais concreta e fácil de observar.  Podemos citar por exemplo produtos concorrentes em prateleiras de supermercado muito próximos.

Podemos observar comportamento de aceitação destes por diversos aspectos físicos, como embalagem, cor, peso etc. É possível mesurar qual a experiência do seu cliente em contato físico com seu produto, o toque.

E para as empresas prestadoras de serviços, como fazer essa mensuração?

Como podemos constatar serviços não se podem enxergar em uma prateleira, não se pega, não tem cheio ou gosto. Para estes casos, o contato não ocorre de maneira física, mas de outras formas em que que podemos citar: Credibilidade, Confiabilidade, Qualidade e Imagem de sua empresa.

Todos estes fatores irão contribuir com a falta de experiência física que os produtos tangíveis possuem perante o seu persona. Portanto aumente a sua capacidade de atratividade em aspectos psicológicos que irá afetar diretamente no poder de decisão de compra do seu produto ou serviço.

Com isso a percepção de valor irá aumentar consideravelmente, aumentando em direta e proporcional seus lucros.

Paladar:

Este aqui podemos representar no que denominamos de “Experiência do cliente”. O novo modelo de consumidor não procura apenas por atributos e soluções primárias de seu produto ou serviço, mas principalmente do que eles poderão proporcionar além das expectativas comuns.

Quando você busca comprar um carro, o fato de locomover com facilidade e economia não são únicos atributos e expectativas do consumidor. Quem compra um veículo está levando junto dispositivos e tecnologia de CONEXÃO SOCIAL, com a tecnologia disponibilizada para obter acessos e contatos redes sociais via bluetooth. Podemos também citar outro aspecto como a sensação de segurança. Sistemas inteligentes e sensores automáticos de redução de velocidade.

Todos nossos clientes buscam para além do produto ou serviço. Buscam experiências, sensações e principalmente satisfação social, seja através do incremento de sua vaidade ou também da convivência junto aos seus amigos e familiares.

Autor: José da Silva Girão Júnior – girao.adm@gmail.com

04/12/2019

2 comentários

  1. Your method of describing the whole thing in this paragraph is
    really nice, every one can easily be aware of
    it, Thanks a lot.

    1. I appreciate your attention

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *