Decisões e seus impactos

Desde os primeiros minutos de nossas vidas estamos sujeitos a escolher nossos próprios caminhos. Este fato ocorre em todas as etapas de nossas vidas.

Na infância este processo se dá de forma dependente e totalmente controlada através de nossos país. Aqui é nosso primeiro contato com algumas frustações, pois nem tudo que queremos podemos ter. Esse processo é importante para desenvolvimento do nosso amadurecimento e contato com a realidade.

Na fase de pré-adolescência é que conquistamos o primeiro estágio de decidir e arcar com as suas consequências. Nossas  escolhas fazem parte da construção de nossas estruturas e conexões com o mundo exterior.  

O primeiro contato profissional com ato de decidir  acontece na escolha da sua carreira acadêmica. Momento crucial para vida de qualquer indivíduo, onde tomará uma decisão que poderá significar a conquista de sua independência e todo um propósito na sua vida.  Não é uma escolha fácil, principalmente quando existem muitas possibilidades para seguir. Nesta decisão é fundamental que não se sinta pressionado ou sugestionado por seus amigos e familiares, e que possa decidir realmente por uma área que te traga prazer e muita vontade de evoluir.

E na ambiência profissional, como podemos encarar este difícil processo de escolhas ? 

Como já mencionado, o primeiro passo é você estar certo de que carreira pretende seguir. Posso aqui comentar em especial do curso de Administração de empresas. Cresci dentro de uma  organização acompanhando de perto meu pai na sua função de executivo e empresário. O meu processo de escolha ocorreu de forma muito natural e espontânea, tendo desenvolvido em primeira estância a admiração  e vontade se seguir está carreira. O trabalho de administrar vai muito além da sua capacidade de liderança e comunicação, mas sim de sentir a verdadeira essência do  gestor e a sua importância social de geração de empregos e da conquista da dignidade de seus colaboradores através do trabalho e seu propósito organizacional.

A segunda etapa é optar por dois caminhos a seguir. O primeiro é empreendedorismo.  Muitos equivocadamente acreditam que abrir negócio é ter o controle total do seu tempo e trabalhar no seu ritmo. Posso assegurar que esta decisão não poderá ser tomada com base nesses parâmetros, pois quem decide empreender  adquire uma carga horária infinitamente superior a quem decide por ser executivo contratado.

A opção por ser empresário deverá ser pautada em suas características pessoais e habilidades profissionais. Ser empreendedor é estar seguro de seus sonhos e buscar realizá-los em conjunto com toda a sua equipe. Trata-se de assumir altos riscos e de não se conformar com a zona de conforto.      Saiba que o teu sucesso não está estritamente ligada a sua competência e habilidades no processo de decisões organizacionais, mas principalmente na sua capacidade de entender todo o ambiente de mercado e de forma assertiva e ágil se readaptar a todas as forças externas que irão impactar positiva ou negativamente seu negócio dependendo de suas atitudes.

Como podemos formalizar em nossas organizações uma estruturação para desenvolvimento eficiente para este processo estratégico de sua empresa ?   Segue abaixo as 5 etapas a seguir:

1 – Identificação do problema

Para que possamos decidir por algo é necessário identificar a causas e seus impactos. Utilizamos para este desenvolvimento a chamada matriz  GUT.  Gravidade. Urgência; Tendência


2 – Coleta de Dados

Podemos executar essa  fase com alguns instrumentos sejam eles manuais ou com a interferência de uma inteligência artificial. Podemos exemplificar: Questionários online, Entrevistas, Relatórios de desempenho ou utilização de softwares especialmente desenvolvidos para realizarem a coleta, mineração e identificação de insights.


3 – Identificação das alternativas

Seja através de dispositivos convencionais ou com apoio da tecnologia, o momento é de criarmos uma equipe multidisciplinar  para avaliarmos todas as possíveis alternativas para resolução do problema através dos resultados dos relatórios gerados na fase anterior. Uma ferramenta bastante utilizada é o BRAINSTORMS. Importante que tenhamos todos os níveis hierárquicos envolvidos nessa escolha.


4 – Escolha da melhor alternativa

Continuamos com a formação de equipes multidisciplinar com a diferença que para esta fase seja formada por gestores níveis gerenciais. Utilizamos a matriz de perda e ganhos.


5 – Decisão e monitoramento

Etapa que irá decidir em que caminhos iremos tomar. Podemos utilizar o chamado 5w2h para que possamos formalizar todo o processo de execução da decisão tomada . 

Após a sua implementação é necessário criarmos KPIs oi índices de desempenhos para que possa ser acompanhada os resultados e os impactos de nossas decisões.



O assunto despertou interesse ? Entre em contato com nossa equipe: W.P.P. +55 (85) 99190 1801 ou siga nossas redes sociais através do perfil do Instagram: @giraoconsultoria_oficial.

LOJA ONLINE: Click no link e adquira com exclusividade livros digitais sobre gestão e suas similaridades com corpo humano.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *